.Posts Recentes

. A nossa música! :D

. Conhece o Sam!

. Sam the Kid - A Escolha d...

. A Música e os Jovens - In...

. Museu da Música

. Deixamos-te aqui um vide...

. A Música em Portugal

. Influências da Música no ...

. Curiosidades :D

. A Música na Sociedade

. Correlação Música/Homem n...

. Géneros Músicais

. Música Contemporânea - Sé...

. O Romantismo (de 1810 a 1...

. O Classicismo (de 1750 a ...

. O Barroco (de 1600 a 1750...

. O Renascimento (de 1400 a...

. A Idade Média (de 400 a 1...

. A Antiguidade (até 400 d....

. Pré-História

. História da Música

. O que não é a música? - D...

. A abordagem funcional, ar...

. Abordagem Naturalista

. Definição de Música

. O que é a música?

. Um projecto diferente! :D

.Arquivos

. Março 2009

. Fevereiro 2009

Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009

A Música na Sociedade

Ao longo da história da humanidade a música esteve sempre presente e influente nas sociedades. Tão antiga quanto o Homem, a música primitiva era usada para exteriorização de alegria, prazer, amor, dor, religiosidade e os anseios da alma.

 

-  A Música e a Religião:

 

Desde o início do cristianismo que a música tem sido um importante aspecto da vida da igreja, como forma de louvar a Deus. Analisando alguns textos de São Paulo aos cristãos da sua época (I Coríntios 14:15; Efésios 5:19; Colossenses 3:16), é possível perceber o valor que a igreja cristã primitiva dava à música. A História da igreja em séculos subsequentes também atesta esta tradição.
O tempo passou, mas a importância da música na vida da igreja e dos cristãos continua, basta repararmos actualmente nas várias festividades religiosas nas quais são exultadas com os mais diversos cânticos, não só nos actos litúrgicos (missas) mas também nas festividades marcantes da vida da Igreja (Natal, Páscoa, entre outras).
Contudo, a música na igreja cristã foi sofrendo alterações. Primeiramente, surgiram os cânticos à capela, posteriormente estes cânticos foram acompanhados pelo órgão, sendo actualmente os cânticos acompanhados pelo órgão, violas e outros instrumentos musicais (flauta, trompete, clarinete, etc.).
E, a música não se encontra presente apenas na religião cristã, em qualquer uma outra religião (evangélica, muçulmana, Jeová, hinduísmo, entre outras) esta também está presente.

 

-  A Música e as Festas Sociais:

 

As festas sociais são de igual modo abrilhantadas pela música. Quem já não reparou nas Bandas Filarmónicas abrilhantado as festas religiosas e concertos públicos; ou pequenos grupos tocando em bailes, casamentos, discotecas, etc.; ou ainda os ranchos, que associam a música e a dança, que actuam também em festas sociais.
Os concertos realizados em grandes recintos (como o Coliseu do Porto e o de Lisboa), também são festas sociais, pois são festas onde se juntam determinadas pessoas com um objectivo: ouvir música.

 

  - A Música e as Festas Anuais:

 

Como já foi dito antes, a música sempre esteve ligada à religião, por isso a Páscoa, o Natal e outras festividades do calendário religioso, são o exemplo de festas anuais as quais estão ligadas a música. Além disso, também temos o Carnaval, comemorado sempre com muita música, principalmente no Brasil, onde se junta a música e a dança durante três dias seguidos. As festas de aniversário, comemorações de datas marcantes, também são festas anuais acompanhadas sempre pela música.
Ou ainda os grandes festivais que se realizam todos os anos no verão (Festival do Sudoeste, Paredes de Coura, Azambujeira do Mar) nos quais se juntam milhares de pessoas dos vários pontos do país e de outros países para ouvirem os grupos musicais que mais gostam.

 

- A Música e o Trabalho:

 

A música esteve também sempre ligada ao trabalho, por exemplo, no tempo da escravidão tocavam-se tambores que marcavam o ritmo das remadas escravas.
Actualmente, a música no trabalho é utilizada nas tarefas laborais como forma dar ritmo ao trabalho e conceder boa disposição na sua realização.
Além disso, a musicoterapia é um trabalho terapêutico que utiliza a música como facilitador na expressão e elaboração das emoções.
Uma "dieta sonora" pode ser praticada tanto por pessoas com problemas de origem física e emocional, quanto por pessoas que não apresentam nenhum sintoma patológico. Afinal, todos estamos sujeitos ao stress. Essa dieta consiste em vários procedimentos, como: tocar um instrumento, envolver-se em movimentos de dança, praticar vocalizações, participar de grupos que cantam ou simplesmente ouvir música para relaxar. Sons adequadamente seleccionados levam pessoas ao equilíbrio orgânico, mental e a ajustes de comportamento.

 

- A Música, o Teatro e o Cinema:

 

Diz a história da música, que a “Tragédia Grega” deu início à junção da música e o teatro (isto a. C.). Posteriormente, a música juntou-se ao Teatro Revista e mais tarde ao cinema.
A música e o cinema são inseparáveis, pois expressam as mesmas histórias e os mesmos sentimentos (por exemplo: um filme romântico e sempre acompanhado por música clássica; enquanto que, um filme de ficção é sempre acompanhado por música contemporânea).

 

 


 

Sentimo-nos: Muito sociais! :D
Publicado por Músicaólicas :D às 14:25
Link do Post | Comentar? | Adicionar aos Favoritos
|
1 comentário:
De Edgar Oliveira a 15 de Maio de 2011 às 00:26
Muito interessante esta trajetória da música dentro da história do mundo e toda sua organização social!

Abração!

Comentar post

.Mais sobre nós :D

.Pesquisar neste blog?

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Links

blogs SAPO

.subscrever feeds